SJ News - шаблон joomla Авто

 pontotransp

faixa jubileu grande2

O que é a Unção dos Enfermos?
Unção dos Enfermos é um sacramento instituído por Jesus Cristo para conferir ao doente a força e o ânimo na sua debilidade, como também para alimentar a sua esperança e perdoar os pecados (Cf. Tg 5,14-15). Jesus mesmo se dizia médico, e não só da alma, mas também do corpo (Mc 2,17); médico do homem inteiro. Sempre teve grande compaixão pelos enfermos, até se identificar com eles: “Estive doente e me visitaste” (Mt 25,36).

Por sua Paixão e Morte na cruz, Cristo deu um novo sentido ao sofrimento, pois tomou sobre si todo o peso do mal (Is 53,4-6) e tirou o “pecado do mundo” (J 1,29). O sofrimento pode configurar-nos com Cristo e unir-nos à sua Paixão redentora. O Senhor enviou os seus discípulos para, entre outras coisas, curarem as enfermidades do povo (Mc 6,12-13;16,17-18; At 9,34;14,3). “Curai os enfermos” (Mt 10,8) - é a missão que a Igreja recebeu de Jesus Cristo e procura cumpri-la tanto pelos cuidados aos doentes quanto pela oração com que os acompanha. A Igreja crê na presença vivificante de Cristo que age especialmente através dos sacramentos. Entretanto, a Igreja Apostólica possui um rito próprio em favor dos doentes, atestado pelo São Tiago: “Alguém de vocês está doente? Mande chamar os presbíteros da Igreja para que rezem por ele, ungindo-o com óleo, em nome do Senhor. A oração feita com fé salvará o doente: O Senhor o levantará, e se tiver pecados, será perdoado” (Tg 5,14-15).

Quebrar os preconceitos
Durante muito tempo, a Unção dos enfermos era considerada como um rito para os moribundos, que era chamado de “extrema” ou última unção. Ainda hoje, tem gente que demora de chamar o sacerdote com o sacramento da Unção dos Enfermos, pensando que esse é para a morte. Não é! Pelo contrário, é para a vida e conforto do enfermo. O sacramento da Unção tem por finalidade conferir uma graça especial ao cristão que está passando pelas dificuldades inerentes ao estado de enfermidade grave ou da velhice. Cada cristão, independente da idade, se precisar, pode pedir e receber esse sacramento.

Efeitos da Unção
A graça especial do sacramento da Unção dos Enfermos tem os seguintes efeitos:

1. A união do doente com a paixão de Cristo, para seu bem e o bem de toda Igreja;
2. O reconforto, a paz e a coragem para suportar dignamente o sofrimento da doença e da velhice;
3. O perdão dos pecados, se o doente não puder obtê-lo pelo sacramento da penitência (confissão);
4. O restabelecimento da saúde, se isso convier à salvação espiritual;
5. A preparação para a passagem à vida eterna.
É preciso formar uma nova e correta mentalidade, quanto à Unção dos Enfermos. Ela traz tantos benefícios, e são poucas pessoas que as recebem, por não conhecerem e não apreciarem a sua riqueza. A visita do sacerdote deve ser antecipada por uma preparação do enfermo (se for possível também para a confissão). A celebração deste sacramento deve ser acompanhada pelos familiares e também vizinhos, que em sintonia intercedem a Deus pelo doente. Se for possível, deve-se preparar uma mesa coberta com a toalha branca, acender uma vela e, se tiver em casa água benta, também colocá-la na mesa. Depois da celebração, todos podem ficar algum tempo rezando pelo doente.


Visita ao enfermo
Ao visitar os doente, podemos seguir a seguinte sugestão:
1. Um canto;
2. Leitura da Bíblia;
3. Falar um pouco sobre Deus, recitar um salmo ou fazer um momento de silêncio;
4. Algumas preces espontâneas;
5. Oração pelo doente;
6. Se o tempo permitir, pode-se rezar uma parte do Rosário ou um mistério dele.

(Conheça as diretrizes pastorais sobre o Sacramento da Unção dos Enfermos)

 

Notícias gerais

  • 1
  • 2
  • 3
Prev Next

Liturgia

  
Liturgia diaria   Liturgia das Horas

Calendário

Calendario dioc   Curso noivos