SJ News - шаблон joomla Авто

 pontotransp

faixa jubileu grande2

Suba o nosso coração ao céu!
No dia 21 de julho de 1969, o homem chegou à lua. Neil Armstrong e Edwin Aldrin passearam pela lua, pegaram algumas mostras da sua superfície e regressaram à terra, junto a Michael Collins, na nave norte-americana Apolo 11. Depois disso, Armstrong pronunciou as seguintes palavras: - “queria dizer a todos os que me escutam que façam uma pausa em sua mente e, considerando tudo o que aconteceu nos últimos minutos, deem graças a Deus cada um à sua maneira”. É isso mesmo! Depois dum acontecimento de tal magnitude, é bom agradecer a Deus. Se vivermos com sentido sobrenatural o nosso dia-a-dia, encontraremos o Senhor em todas as circunstâncias de nossa existência. Paradoxalmente, viveremos nas alturas sem tirar os pés do chão! E por isso... Graças a Deus!
Ao celebrarmos a Ascensão do Senhor deveríamos encher-nos de sentido sobrenatural. Nós fomos feitos para as alturas, levamos dentro de nós essa marca de eternidade que nos faz desejar a felicidade. Cada ser humano tem dentro de si uma espécie de saudade do paraíso, um desejo de ser feliz para sempre, uma ânsia de eternidade que faz sentir certa náusea de viver para sempre numa situação incompleta e cheia de perigos. Aquela frase de Santo Agostinho, “Fizeste-nos, Senhor, para ti e o nosso coração está inquieto enquanto não descansar em ti”, continua atual. O ser humano, por mais que queira fugir de Deus, não descansará enquanto não se deixar seduzir pelo Senhor, já que em cada efêmera felicidade está buscando a Deus, ainda que não saiba.
Você já desejou, de verdade, ver Deus? Nós falamos de Deus, cremos nele, o adoramos, é preciso também desejar vê-lo. Como é o rosto do Pai? Como é a humanidade glorificada de Cristo? Como é a personalidade do Espírito Santo? O que é Deus? Quem é Deus? “Ninguém jamais viu Deus. O Filho único, que está no seio do Pai, foi quem o revelou” (Jo 1,18). Ambas as afirmações estão perfeitamente combinadas na nossa vida cristã: nós não vimos a Deus, mas nós o conhecemos em Cristo. E, no entanto, desejamos ver como é Deus, como é cada uma das três Pessoas da Santíssima Trindade; também queremos dar um abraço em Nossa Senhora e agradecer pessoalmente ao nosso anjo da guarda por tudo, enfim, nós desejamos o céu.
Pe. Françoá Costa

Liturgia

  
Liturgia diaria   Liturgia das Horas

Calendário

Calendario dioc   Curso noivos