SJ News - шаблон joomla Авто

 pontotransp

faixa jubileu grande2


Princípios gerais e horarios da confissão

Para uma boa e válida confissão, a Igreja indica as seguintes atitudes e atos: 
a) exame prévio de consciência; 
b) contrição ou arrependimento; 
c) confissão integral dos pecados cometidos após a última confissão; 
d) satisfação ou penitência; 
e) propósito de não pecar mais; absolvição dos pecados por parte do confessor.

1. “Tendo diante dos olhos as situações atuais, é necessário formar a consciência moral dos fiéis, dando-lhes a verdadeira noção do pecado. A catequese e a pregação em geral não podem empregar critérios rígidos nem deixar na insegurança. A situação de pecado e a vocação a uma vida perfeita devem estar presentes no ensinamento da Igreja” (Documento 6 da CNBB: Pastoral da Penitência, 4.1.2.). 

2. “A confissão individual se desenvolva numa linha de diálogo e colóquio fraternal entre penitente e confessor. Procure este ter para com o penitente atitude de paciência, compreensão e misericórdia, inspirada nos exemplos de Cristo”. (Documento 6 da CNBB: Pastoral da Penitência, 4.4.1.4).

3. Cada paróquia tenha horários fixos e de conhecimento dos fieis para o atendimento das confissões  tendo em conta as diversas circunstâncias da vida moderna, facilitando às pessoas o acesso ao sacramento. Horários noturnos e nos fins de semana, p. ex., favorecem àquelas pessoas que trabalham durante todo o dia e só podem frequentar este sacramento ou pela noite ou aos fins de semana.

Liturgia

Formacao liturgica2    Canto liturgico    Folheto dominical